JUNINHO ESTÁ VOLTANDO PARA CASA



Escrito por Ana Maria Pires às 11:43:13 PM
[] [envie esta mensagem] []



Dia de rever amigos em São Januário



Escrito por Ana Maria Pires às 01:36:06 AM
[] [envie esta mensagem] []



 



Escrito por Ana Maria Pires às 11:40:34 PM
[] [envie esta mensagem] []



FELIZ ANO NOVO !!!!



Escrito por Ana Maria Pires às 12:55:49 AM
[] [envie esta mensagem] []



Um sucesso o lançamento do livro Minha Gente - Luiz Mendes, o Mestre da Crônica Esportiva

do Brasil.

Muitos amigos do Mendes, meus e de ambos. Agradeço de público ao multimídia Marco Marcondes. Meu amigo, padrinho e anjo da guarda neste projeto. Agradeço também a empresa,  VamoQVamo e toda a sua competentíssima equipe. Sem vocês nada seria possível.

Agradeço também e muito ao presidente Maurício Assumpção, do Botafogo, seu assessor, Márcio Távares; ao Subsecretário do Governo do Rio de Janeiro, Marcos Godinho, ao Jorge Viveiros de Castro da editoria 7Letras, aos meus amigos e colaboradores Vinícius Lima, Rafael Marques e Deni Menezes. 

A todos, o meu muito obrigada por tudo!!!



Escrito por Ana Maria Pires às 02:38:17 AM
[] [envie esta mensagem] []





Escrito por Ana Maria Pires às 12:26:43 AM
[] [envie esta mensagem] []



LANÇAMENTO DO LIVRO MINHA GENTE – LUIZ MENDES, O MESTRE DA CRÔNICA ESPORTIVA DO BRASIL.

 Data : Quinta-feira, 02 de dezembro de 2010, às 19h

Local: Salão Nobre do Botafogo, na Av. Venceslau Brás, 72

Minha Gente – Luiz Mendes, o Mestre da Crônica Esportiva do Brasil é uma homenagem ao maior ícone do jornalismo esportivo deste país, que irá comemorar no mês de dezembro 70 anos de carreira, 66 da fundação da Rádio Globo e 63 anos de casamento com a atriz Daisy Lúcidi.

 A biografia autorizada de Luiz Mendes descreve a vida do “Comentarista da Palavra Fácil”, desde sua infância no interior do Rio Grande do Sul até a análise da Copa do Mundo da África do Sul, passando por todas as etapas da vida pessoal e profissional de Luiz Mendes e suas 16 Copas do Mundo.

 

Dividido em 10 capítulos, o livro revela ao público fatos e histórias marcantes da vida de Luiz Mendes. Fatos estes que se misturam com a própria história do nosso país, do futebol, do rádio e da TV Brasileira.

 

Durante a narrativa, o leitor descobrirá que foi Luiz Mendes quem primeiro deu a notícia do fim da Segunda Guerra Mundial, que foi Luiz Mendes quem criou o repórter de campo, que foi de Mendes a idéia de criar A Grande Revista Esportiva Facit, a primeira e melhor mesa redonda da história da televisão brasileira e a inesquecível TV Rio Ringue.

 

Nas páginas de Minha Gente, o leitor irá se emocionar com a vida simples e a luta do menino Luiz Mendes para vencer o preconceito da família e trabalhar no futebol; ficará encantado com o amor de novela de Luiz Mendes e Daisy Lúcidi, que começou pelas ondas do rádio no fim da década de 30, se concretizou na Rádio Globo e dura até hoje. 

 

Levado pelo enredo, o leitor desvendará as inúmeras coincidências que marcam a vida de Luiz Mendes e ira navegar nas lembranças tantas desse gaúcho fundador da Rádio Globo e da TV Rio, que aos 14 anos, em 1938, apaixonou-se pela narração esportiva e em 1950 já era o locutor principal da Rádio Globo.

 

O leitor de Minha Gente irá se extasiar com as minucias e os detalhes das Copas do Mundo, desde 1938, e sofrerá de novo com as nove inflexões diferentes da narração de Luiz Mendes para o gol de Gighia, que decretou a vitoria do Uruguai na final da Copa de 50 e calou o Maracanã e o Brasil.

 

A biografia releva também os amigos, as saudades e as seleções de Mendes, assim como algumas das mil e uma histórias do Mestre e as estripulias de seus amigos João Saldanha e Nelson Rodrigues, durante A Grande Revista Esportiva Facit. Minha Gente traz ainda as hilárias aventuras de viagens de Mendes ao lado dos maiores nomes do rádio esportivo, como José Carlos Araújo, Deni Menezes, Washington Rodrigues, Mário  Vianna, Jorge Curi, Doalcey Camargo e Waldir Amaral.

 

Enfim, o leitor de Minha Gente irá rir e chorar, enquanto viaja na história do futebol, do rádio e da TV, através do olhar do Mestre e o peso dos seus 70 anos de carreira.

 

Depoimentos

 

No último capítulo, chamado “Ao Mestre com Carinho”, a esposa, Daisy Lúcidi, fãs, companheiros e grandes amigos do rádio e da televisão falam da admiração e da importância de Luiz Mendes para a crônica esportiva. Entre eles, José Carlos Araújo, Teixeira Heizer, Juca Kfouri, Renato Maurício Prado, Álvaro de Oliveira Filho, Maurício Torres, Milton Leite, José Roberto Wright, Gilson Ricardo, Eraldo Leite, Maurício Noriega, Pedro Ernesto Denardin, Eraldo Leite e Mário Marra.

 

Teaser

 

Ø                Silêncio absoluto no maior estádio do mundo. O Maracanã parou e quase se podia tocar o silêncio, de tão pesado e palpável que era. De vez em quando, o barulho do silêncio era entrecortado por um soluço ou um choro compulsivo mesmo. (...) Recordo-me até da jogada do gol fatal e da forma como o descrevi: “Gighia driblou Bigode, Bigode caiu, tentou um carrinho, Gighia o ultrapassou assim mesmo, se aproxima da linha de fundo, chuta Gighia, gol do Uruguai”.

 

Eu próprio fiquei tão perplexo na hora do gol, que dei nove inflexões diferentes ao gol. Eu fui narrando normalmente, “Gol do Uruguai!”. Depois, Gol do Uruguai? Gol do Uruguai, senhores! Gol do Uruguai... Gol do Uruguai... E fui assim, trocando de inflexão, até chegar à nona. Acho que fiz aquilo para despertar a mim mesmo e começar a falar como havia sido o gol, o que tinha acontecido e o que poderia acontecer, pois faltavam poucos minutos para o final da partida. Naquele momento, senti que a Copa do Mundo estava indo embora como água que corre pelos vãos dos dedos, algo que não se consegue segurar. O sentimento era cristalino. (...) Foi uma coisa terrível.

 

Ø                A cobertura da conquista da primeira Copa do Mundo pela seleção brasileira, em 1958, na Suécia, foi a emoção mais forte que vivi em minha vida profissional. Tanto que meus olhos se encheram de lágrimas tão logo gritei “Brasil, Campeão do Mundo de 1958.” Como dizem por aí, a primeira vez a gente nunca esquece! E nunca esqueci mesmo. A conquista do nosso primeiro título, além de lavar nossa alma, deu início, com justiça, ao mito de que o Brasil tem o melhor futebol do mundo.

 

Ø                O dia em que Scassa quis proibir a entrada de Deus no Maracanã. Houve uma noite em que o Nelson se referiu a uma vitória do Fluminense como sendo “uma vitória santa do tricolor”, o que imediatamente provocou a reação ríspida do Scassa. Ele interrompeu a fala de Nelson, dizendo que a vitória se devia única e exclusivamente à competência da equipe do Fluminense, e não tinha nada a ver com questões religiosas. Nelson, então, prosseguiu como se não tivesse sido interrompido e encerrou o assunto de forma inesquecível, afirmando: “Vejam só, amigos! O Scassa está querendo proibir a entrada de Deus no Maracanã, como se Deus fosse um carona abominável.”



Escrito por Ana Maria Pires às 12:14:03 AM
[] [envie esta mensagem] []



 Minha Gente - Luiz Mendes, o Mestre da Crônica Esportiva do Brasil

 

A biografia autorizada do comentarista da Rádio Globo AM RJ será lançada no próximo dia 2 de dezembro, no salão nobre do Botafogo, às 19h. A Seguir, faço um breve histórico desse ícone do nosso jornalismo esportivo.

Mendes começou a carreira em dezembro de 1940, como speaker de um serviço de auto-falante na cidade de Ijuí, após ouvir o dono da principal loja da cidade comentar que precisava de um speaker, como eram chamados os locutores naquela época.  Cerca de três meses depois, Mendes, prestes a completar 17 anos, foi contratado pela Rádio Missioneira de Santo Ângelo. Em 1942, Mendes faz um teste para locutor esportivo na Rádio Farroupilha e, após narrar um Gre-nal imaginário é contratado e se transforma no “Menino de Ouro”, pois só tinha 18 anos.

Em 1944, descontente com os constantes atrasos de salário e após ter sido enviado a São Paulo para uma cobertura sem o dinheiro de volta, Mendes abandona a Farroupilha e vem tentar a sorte no Rio de Janeiro. No dia 1º de dezembro de 1944, Mendes acerta com a Rádio Globo do RJ, que seria inaugurada no dia seguinte.

Na emissora, Mendes começou como locutor comercial, depois apresentador e por fim, locutor esportivo. Na emissora, Luiz conheceu a radioatriz Daisy Lúcidi, casando-se com ela no dia 08 de dezembro de 47, logo depois de assumir o Departamento de Esportes da Rádio Globo. O casal completa no dia 8 de dezembro, 63 anos de união. Mendes é também o único fundador vivo da Rádio Globo, que no dia 2 de dezembro completa 66 anos.

Na emissora, Mendes ficou de 1944 a 1955. Entre seus feitos neste período estão à narração histórica da Copa de 50, na qual deu nove inflexões para o segundo gol do Uruguai. Narração esta que acabou matando um torcedor do coração e a transmissão com exclusividade para o Brasil da final da Copa de 1954, além da criação do repórter de campo. 

Em 1955, Mendes deixa a Rádio Globo para ser um dos fundadores da TV Rio, então, quinto canal de televisão do país a entrar no ar. Mendes ficou na TV Rio até 1977. Entre suas maiores façanhas na emissora está à criação da TV Rio Ringue e da primeira mesa redonda da tevê, a “Grande Revista Esportiva Facit”, que contava com nomes como Nelson Rodrigues, João Saldanha, Armando Nogueira e José Maria Scassa.   

Em 1969 mesmo na TV Rio, Mendes volta ao radio, mas como comentarista. Ele acerta com a Rádio Continental, onde ganha de Carlos Marcondes o slogan de “O Comentarista da Palavra Fácil”. Em 1970, Mendes retorna a Rádio Globo onde fica até 1977, quando vai para a Nacional junto com José Carlos Araújo e forma uma equipe memorável, que reunia, além dos dois, Washington Rodrigues e Denis Menezes e que lançou para o mercado Eraldo Leite, Elso Venâncio e Luiz Carlos Silva.

Em 1977, Mendes assume a TV Educativa, onde fica até 1999, quando deixa definitivamente a televisão e se dedica apenas ao Rádio e as crônicas em jornais.Em 1986, Mendes retorna a Rádio Globo, onde fica até 1994, quando vai para a Tupi fazer a Copa do Mundo dos Estados Unidos ao lado do amigo Doalcey Bueno de Camargo. Em 1996, no entanto, Mendes retorna para a Rádio, onde está até hoje.

Mendes cobriu 16 Copas do Mundo, sendo 13 in loco. O Comentarista de 86 anos é considerado a enciclopédia da crônica esportiva. Mendes sempre tem, além de um comentário equilibrado, uma boa história para contar, seja em relação às Copas ou demais eventos internacionais que cobriu, seja em relação ao cotidiano do futebol.

Mendes foi um dos maiores amigos de João Saldanha e o amigo é um dos principais protagonistas da suas histórias. Entre as melhores estão as “aventuras” de “João Sem Medo” na Grande Revista Esportiva Facit, assim como as histórias de Nelson Rodrigues, Garrincha e dos colegas de profissão. Mendes também lançou vários nomes na crônica esportiva, entre eles Léo Batista, Doalcey Camargo, Mário Viana e José Roberto Wright.

Eu e o Mendes participamos do programa Falcão na Gaúcha. O papo foi dez e o Mendes deu show. Confira: 

http://mediacenter.clicrbs.com.br/templates/player.aspx?uf=1&contentID=148301&channel=232



Escrito por Ana Maria Pires às 02:34:39 AM
[] [envie esta mensagem] []



OLHA QUE GOLAÇO DO LOCO ABREU...



Escrito por Ana Maria Pires às 01:50:26 AM
[] [envie esta mensagem] []






Escrito por Ana Maria Pires às 04:36:39 AM
[] [envie esta mensagem] []



A SORTE NÃO ANDA DESACOMPANHADA DA COMPETÊNCIA, POR ISSO O INTER É DE NOVO O DONO DA AMÉRICA

  foto uolAntonio Lacerda/EFE

    Em 2002, o Inter contabilizava apenas 7 mil sócios e estava quase rebaixado. Hoje, Bi da América, o Colorado vai em busca do Bi Mundial e contabiliza 106 mil sócios. Conquistas obtidas a custa de muito trabalho e planejamento.

Parabéns Inter, a América já é sua e o Mundo está a espera!!!



Escrito por Ana Maria Pires às 02:53:14 AM
[] [envie esta mensagem] []



SAUDADES DA MAIOR VOZ DE TODOS OS TEMPOS

Quando Elvis Presley se foi, eu não passava de uma menina de sete anos. Morava em Jacarepaguá e, mesmo sem entender bem o porquê, fiquei muito triste ao ouvir a notícia da sua morte no rádio. Naquela época, o mundo não era globalizado, mas Elvis já era um mito em todo o planeta. Eu adorava ouvir suas músicas e os filmes que via na tevê. A morte de Elvis causou uma comoção, como a de Michel Jackson e da Lady Diana. Os três eram amados pelas pessoas de todo o mundo... Quando eu cresci, descobri um Elvis muito além do rock. Descobri o Elvis intérprete, dono de uma voz incomparável, capaz de interpretar magistralmente músicas como "My Way", eternizada por Frank Sinatra, " Silvia", "My Boy" e a linda "Bridge Over Trouble water", a canção mais famosa da dupla Simon & Garfunkel .

Junto com esse maravilhoso Elvis, infelizmente descobrir também, que o homem da voz mais linda do mundo era uma pessoa solitária, doente e levado às drogas e a ruína moral, por causa da sua decepção com várias pessoas próximas, que só o cercavam por causa da fama e do dinheiro. Lamentavelmente, Elvis partiu cedo, há 33 anos, num dia 16 de agosto... O Rei morreu triste, deformado pelas drogas e os remédios e, principalmente, solitário... Elvis morreu aos 42 anos, mas o seu legado e a sua voz jamais serão esquecidos, pois os MITOS saem da vida para entrar na história. Elvis não morreu, virou lenda...



Escrito por Ana Maria Pires às 12:23:01 PM
[] [envie esta mensagem] []



Matéria do meu amigo Anderson Ramos, competente jornalista da Rádio Manchete AM e que assina um blog muito legal: http://andersonramosnews.blogspot.com/

No Ar o "Rádio em Revista"


Foi lançado na noite desta quarta-feira, em um coquetel na zona sul do Rio de Janeiro, o “Rádio em Revista”, a primeira publicação voltada exclusivamente ao Rádio carioca. A iniciativa foi promovida pela Escola de Rádio e traz na capa o Rock Bola, da Oi FM, eleito pela instituição o Melhor Programa de Rádio 2009. Estiveram presentes radialistas e jornalistas do ramo, entre eles Ruy Jobim, diretor da Escola de Rádio. Ele afirmou que essa é mais uma forma de dar visibilidade ao Rádio e de contribuir com a mídia.

Na primeira edição, cujo editor-responsável é Amaury Santos, há uma entrevista com Locutor Marco Antônio na editoria Por onde anda ?.
A matéria sobre o futuro do rádio é assinada pelo jornalista Fernando Morgado.
Em “Por trás do microfone” uma conversa com o produtor Ricardo Alexandre. Eduardo Andrews e o fenômeno RPC, líder em audiência na década de 1990.
Em “Radio Web ao alcance de todos”, José Jailton dos Santos fala sobre o rádio na internet.
"Anos de chumbo" O Jornalista, Radialista e apresentador Mauricío Menezes conta uma história com um personagem bem pitoresco, O Almirante Almeida Prado
A publicação mostra ainda a homenagem à Luiz Mendes, ano passado. O Radialista foi homenageado com o troféu Haroldo de Andrade.

Com uma tiragem de 5 mil exemplares "Rádio em Revista" tem circulação gratuita e mensal em toda a cidade.
Neste ano o “Prêmio Radialistas” será realizado em 22 de novembro, novamente no Teatro Carlos Gomes.
Mais um golaço do Ruy Jobim e da turma da Escola de Rádio.


Escrito por Ana Maria Pires às 01:01:08 PM
[] [envie esta mensagem] []



FINALMENTE O BRASIL VOLTOU A JOGAR COMO BRASIL!!!

Jeff Zelevansky/Getty Images/AFP

Os meninos dE Mano Menezes mostraram no 2x0 sobre os Estados Unidos, na estreia da nova Seleção do Brasil, que é póssível sim jogar bonito e vencer, graças a Deus!!!

Que assim seja, para todo o sempre... Chega de botinudos e récnicos retranqueiros. Viva o futebol arte e os meninos do Brasil.



Escrito por Ana Maria Pires às 12:23:02 AM
[] [envie esta mensagem] []



REMAKE DE HAVIA 5.O ESTREIA DIA 20 DE SETEMBRO NOS EUA

Tão logo chegue por aqui, não vou perder!!!



Escrito por Ana Maria Pires às 12:16:39 AM
[] [envie esta mensagem] []



[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]





Meu perfil
BRASIL, Sudeste, RIO DE JANEIRO, Mulher, de 36 a 45 anos, Esportes, Cinema e vídeo


Histórico
Votação
Dê uma nota para meu blog


Outros sites
Blog Sérgio Guimarães
Blog do narrador Luiz Carlos Monteiro
ESPN
Música Elvis Magistral-My Away 77
My Away vrs 73
Música Lulu - Ú.Romântico
Música Dona R.Nova 85
Música Forever By Your Side 1985
Música Legião-Será
Música Elvis - Sylvia
Música Milton C.da América
Música Do that to me one more time
Música Oswaldo - Bandolins
Música Tunai - Frisson 1984
Música Menudo - If you're not here 84
Música - Baby - Menino do Rio
Música Linda da década 80
Música Peninha - Sonhos
Música - ABBA -A Melhor
Música Saudade da infância!Sou Rebelde
Música B.Streisand-Woman in Love
Música Milton-C.de Estudante
Música B.Manilow - Ready To Take...
Música ? Vai dizer que você esqueceu Ritchie - "Menina Veneno" (Globo de Ouro, 1983)
Música Udo jungers- Walk away
Música Lulu - Tempos modernos
Música Nikka Costa-Believe in love
Música Romântica de PAI HEROI
Música Blitz -Você não soube...
Música Don McLean - Crying
Música O Rei RCarlos - Emoções
Música Survivor - Burning Heart (Rocky 4)
Música Ultraje-Rebelde Sem Causa
Música Air Supply - Lonely Is The Night
Música Air Supply - Making Love Out of Nothing At All
Música Rei RC - A Distância
Música Chicago - Hard To Say I'm Sorry
Música ONJohn e Electric light -Xanadu
Música A.Marcos-Como vai você
Música P.Dimon - Pigeon Without a Dove
Música Kid Abelha - Pintura Íntima 83
Música J.Duboc - Sonhos
Música Rita Coolidge -We're All Alone
Música Elba- De volta pro aconchego
Saudades Pai Herói
Saudades Anos 80 Desenhos
Saudades Anos 80 ?Séries etc
Saudades Anos 80 TV e etc
Saudades Anos 80 Brinquedos
Saudades Anos 80 Comerciais
Saudades Anos 80 Músicas
Saudades - Anos 80 e 90
Série Ultimo cena de Moonlight
Série Casal 20 1979
Série Chips
Série Alex O`Loughlin in Criminal Minds 4a Temp 2
Série CSI 10ª temp.Cena + cara
Série As Panteras
Série The Shield 6ª e 7ª com Alex O'Loughlin
Série A ilha da Fantasia
Série VEGA$
Série O Homem da Máfia 87 a 90
Série S.W.A.T. - 75/76
Série Vila Sésamo
Série Batman (1966)
Filme Os Intocáveis-Cena escada
Filme Scarface com Al Pacino
Filme Chamas da Vingança com D.Washington
Filme O Poderoso Chefão(72)
Filme O Poderoso Chefão II
Filme O Poderoso Chefão III
Filme X Men I
Filme Um Gênio - Jerry Lewis
Filme Plano B Alex O'L.e J.Lo
Filme Feed - Alex O'L.
Filme Oyster Farmer Alex O?L.
Filme Incrivel Jornada de Mary Bryant
Filme Endless Love 1981
Filmes - Curtindo a Vida Adoidado
Filme O Amuleto do Ogum
Filme Chico Xavier
Futebol Vasco campeão da série B 2009 13/11/09
Futebol Vasco da Queda ao Título
Futebol BR-97: Vasco 4X1 Fla
Futebol Vasco - O último titulo BR 2000
Futebol Vasco de virada 4x3 Palmeiras
Parodio briga DungaxGlobo-Um dia de furia
Olimpiádas de 1980- Ursinho Micha
F1 - Gilles villeneuve vs Renè Arnoux best about 1979 F1. Isso era F1